top of page
Buscar

Amom alertou Prefeitura de Manaus sobre alagamentos em áreas de risco há mais de 6 meses

Quando vereador, parlamentar enviou ofício para a Prefeitura de Manaus alertando para o risco de alagamentos e desmoronamentos durante chuvas, mas não foi respondido


Zona Leste foi uma das regiões mais alagadas. Foto: Reprodução


Uma série de ofícios e requerimentos foram protocolados pelo então vereador, hoje deputado federal, Amom Mandel (Cidadania-AM) à Prefeitura de Manaus, há mais de 6 meses, com pedidos relacionados a obras em áreas de risco de alagamentos e desmoronamentos, revelou Amom em vídeo publicado nas redes sociais.


O parlamentar relembrou das solicitações, que ainda podem ser conferidas no Sistema de Apoio ao Processo Legislativo (SAPL) da Câmara Municipal de Manaus, neste domingo (26/03), após fortes chuvas que resultaram em alagamentos e deslizamentos de terra em diversos bairros de Manaus.


Amom ressaltou ainda que a Lei Orçamentária Anual (LOA) garantiu a destinação de apenas R$ 500 mil para a prevenção de desastres para este ano e foi votada pelo parlamento municipal após o envio das proposições legislativas do então vereador. O orçamento municipal para as ocorrências relacionadas a desastres como alagamentos, desabamentos e afins para 2023 foi de R$ 2 milhões, sendo o orçamento total do Executivo municipal definido em cerca de R$ 8,5 bilhões. Para o deputado federal, a Prefeitura de Manaus foi omissa em relação aos riscos iminentes.


“A gente mandou para o prefeito de Manaus e para o secretário de obras, os requerimentos, indicações e ofícios, falando sobre a urgência desses casos, do risco iminente à integridade das pessoas e pedindo para que fizessem as obras antes do início do período de chuvas. E eles não se deram ao trabalho de responder por pura perseguição política e pra tentar me prejudicar. O resultado desse tipo de omissão foi a morte de uma criança, de um idoso, o desabamento de casas e alagamentos pela cidade inteira”, declarou Amom.


O parlamentar lamentou o ocorrido e se colocou publicamente à disposição para atuar junto à Prefeitura de Manaus em atenção às famílias afetadas. “Eu quero me colocar à disposição, independentemente de lado político, apontando os locais mais críticos em Manaus, comunicando e agindo em parceria dessa forma. Isso marca de forma ainda mais triste os episódios que aconteceram, porque a gente sabe que esse foi o trabalho feito pela Prefeitura”.


Texto: Déborah Arruda - Assessoria de Comunicação

Foto: Reprodução


bottom of page