Amom cobra desburocratização dos serviços públicos em Manaus



Vereador afirmou em plenário que lentidão para adquirir licenças de obras e abrir novas empresas, prejudica a retomada da economia.


O vereador Amom Mandel (PODE) afirmou nesta segunda-feira (10/05) durante sessão da Câmara Municipal de Manaus (CMM), que a lentidão e burocracia para se conseguir licenças de obras, têm prejudicado a retomada da economia, abalada pela pandemia, na capital amazonense. “Eu acho que é um absurdo que nós levemos em torno de três meses para obtermos o licenciamento de uma obra na cidade de Manaus, enquanto em outras cidades podemos obter esse licenciamento o quanto antes.”, afirmou o vereador durante pronunciamento, relembrando que obras geram empregos e renda.


O parlamentar também afirmou que a lentidão para abrir novas empresas, também tem prejudicado empresários dispostos a investir na cidade. “É um absurdo que em Manaus a gente demore de vinte a trinta dias para completar a abertura de uma empresa, enquanto em São Paulo esse processo de abertura demora entre sete e dez dias.”, comparou Amom.


Amom propôs a criação de uma discussão ampla para encontrar proposta e sugerir ao Poder Executivo modelos menos burocráticos. “Eu proponho que a gente discuta esse assunto, talvez por meio de frente parlamentar ou nas comissões técnicas permanentes já existentes na Câmara Municipal de Manaus, mas o que nós não podemos é ficar calado”, concluiu Amom Mandel.



Texto: Mário Marinho – Assessoria de Comunicação do vereador

Foto: Robervaldo Rocha – Dircom/CMM


5 visualizações0 comentário