Amom encontra obras inacabadas, alimentos vencidos e salas sem ar-condicionado durante fiscalização

Vereador apresentou nesta sexta-feira (18) resultado do Dossiê que elencou problemas em creches e escolas da rede municipal de ensino


O vereador Amom Mandel (Cidadania) apresentou nesta sexta-feira (18/03) resultado das fiscalizações realizadas em creches e escolas municipais de Manaus. A apresentação aconteceu em coletiva de imprensa na Câmara Municipal de Manaus (CMM). Durante pouco mais de trinta minutos, Amom detalhou problemas encontrados nas unidade de ensino. “Não é novidade, claro, mas houve muitas promessas de melhorias durante, tanto por parte do ex-titular da Semed, quanto por conta do prefeito”, disse Amom Mandel.


O Dossiê apresentado por Amom foi dividido em duas partes, a primeira sobre sobre a infraestrutura das escolas e creches e a última sobre a merenda escolar. As ações pontuadas são fruto de denúncias recebidas pelas redes sociais e na Ouvidoria da CMM.


“Na questão estrutural o problema, no meu entendimento, causa preocupação. A realidade de prédios alugados segue sem data pra acabar. O grave é que muitos desses prédios não possuem a estrutura adequada para receber crianças. Faltam coisas básicas, como banheiros adaptados, lâmpadas em salas de aula, ar-condicionado”, pontuou Mandel.


Obras atrasadas


Segundo o parlamentar, a quantidade de obras inacabadas prejudica crianças e pais, principalmente creches. “Chamou a atenção a falta de creches, importante para que pais consigam trabalhar tranquilamente, enquanto -teoricamente- crianças ficam bem cuidados nesses espaços. Em uma delas, no bairro Tarumã, o espaço começou a ser construído em um terreno que alaga, logo, não há como uma obra seguir. Dinheiro público jogado fora. Chama a atenção que o ex-secretário Pauderney Avelino foi quem destinou emenda para construção, depois foi o secretário que implantou e, mais recentemente, alegou que isso era fruto de erro da administração passada, da qual ele fez parte”, disse colocou Amom.


Salários atrasados


Durante as fiscalizações servidores de empresas terceirizadas, que prestam serviços nas escolas municipais Inaneide Cunha Marques Costa; Professora Júlia Barjona; Antônio Medeiros e na Creche Municipal Raul Dávila Pompeia, localizadas nas zonas Leste e Norte de Manaus, relataram atrasos nos salários. “Foi constatado que uma empresa, que presta serviços gerais, limpeza e outros, praticava o atraso nos salários alegando falta de repasse por parte da Semed. O que não pode ser prática aceitável. Houve inclusive promessa de que isso não iria mais acontecer, já que infelizmente é uma prática antiga. Nada mudou, inclusive, recentemente servidores terceirizados foram fazer protesto em frente à Semed.”, explicou Amom.


Margarinas vencidas


Durante fiscalização surpresa em dezembro de 2021, mais de 100 potes de margarina, vencidos há quase 30 dias foram encontrados, em escolas das zonas Leste e Norte de Manaus.


“Recebemos denúncias e montamos essa fiscalização. Infelizmente, encontramos alimento vencido, além de crianças estudando em salas sem iluminação adequada, com fiações expostas, sem ar-condicionado e em prédios que não oferecem a mínima segurança.”, disse o vereador Amom Mandel.


Alimentação


Na Escola Municipal Inaneide Cunha Marques Costa, as crianças recebiam proteínas no horário do lanche há pelo menos 15 dias, somente banana e mamão. O vereador alertou que a atitude vai contra as recomendações nutricionais.


“Oferecer aos estudantes, que na maioria das vezes vêm para a escola ter sua única refeição do dia, apenas banana e mamão é uma falta de respeito e brincadeira sem graça com os estudantes e com a educação”, afirmou Amom Mandel.


Infraestrutura


Na Escola Municipal Inaneide Cunha Marques Costa foram encontrados problemas de infraestrutura. Banheiros sem iluminação, fios expostos, falta de saída de emergência e até mesmo salas de aula sem ar-condicionado e ausência de álcool em gel em todos os dispensers.


A ação de fiscalização detectou que, em duas salas de aula da escola, sete das oito lâmpadas estavam queimadas há mais de 30 dias. Além disso, a quadra da escola está com os fios expostos e sem iluminação.


Já na Zona Norte, a Creche Raul Dávila Pompeia estava sem atividades letivas. Segundo o vereador, a gestora da unidade tentou até impedir a fiscalização, que passa por reformas. Ainda de acordo com Amom, não há placa de informação dos valores gastos na reforma e nem do prazo de conclusão.


“Algumas escolas estão até revendo serviços, mas falta transparência e segurança para os trabalhadores. Não há placas informativas sobre valores e prazo de conclusão das obras, bem como não há segurança para os trabalhadores que lá estão. Falta o básico, como equipamentos de proteção individual.”, revelou Amom Mandel.


Conclusões


O parlamentar irá encaminhar o relatório para todos os órgãos de controle, bem como disponibilizará o mesmo em canais de divulgação da Câmara Municipal de Manaus (CMM) e redes sociais. “Também deveremos apresentar projetos de leis para que esses problemas possam deixar de existir. Iremos apresentar PLs para contribuir para melhorias da educação. Vamos apresentar os dossiês para os órgãos de controle que têm a competência legal de apresentar ações firmes para que os responsáveis pelas ações negativas”, finalizou Amom Mandel.


Acesse aqui os dossiês: https://www.gabinetedoamom.com/linktree-dossies


Foto: Divulgação

1 visualização