top of page
Buscar

Amom Mandel é o deputado federal mais econômico do Brasil

Além de se destacar pela economia no mandato, Amom também é o deputado federal com maior produtividade legislativa do Amazonas


Além do mandato mais econômico, Amom garante a maior produtividade da bancada amazonense. Foto: Saulo Menão/Cidadania


Entre os 513 deputados federais do País, Amom Mandel (Cidadania-AM) se destacou no primeiro semestre deste ano como o parlamentar mais econômico desta legislatura. O levantamento foi divulgado pelo site Congresso em Foco, na quinta-feira (20/07).


Os gastos do parlamentar neste primeiro semestre, totalizados em R$ 19.850,46, foram destinados apenas à emissão de passagens aéreas, por meio de uma extracota criada pela Mesa Diretora da Câmara dos Deputados em janeiro deste ano. De acordo com o Ato da Mesa nº 270/2023, além da Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar (Ceap), o popular “Cotão”, os deputados têm direito ao reembolso de até quatro trechos de bilhetes aéreos, ida e volta, por mês, tendo Brasília como destino e o estado de representação do parlamentar como origem.


Amom também é o deputado com a maior produtividade da bancada do Amazonas, com um total de 576 proposituras legislativas. Entre as propostas, se destacam Projetos de Lei como para instituir o “Desmatamento Zero”, para conter a supressão de vegetação em todo o País. Além deste, Mandel também propõe incentivos fiscais e sociais para a produção de veículos elétricos no Brasil, com isenção para todos os estados brasileiros, em especial os que compõem a Amazônia Legal.


Quando vereador, Amom Mandel também foi o mais econômico na Câmara Municipal de Manaus, sem utilizar o Cotão durante todo o mandato, gerando uma economia de quase R$ 700 mil aos cofres públicos. À época, o parlamentar ressaltou que iria manter a mesma atuação também na Câmara Federal, onde cada deputado do Amazonas tem direito a R$ 49.363,92 no “Cotão”.


No parlamento, Amom defende pautas voltadas à preservação ambiental, à transparência e à fiscalização do Poder Público. O parlamentar se tornou relator, na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional, do tratado ambiental internacional conhecido como "Acordo de Escazú", que prevê diretrizes para a proteção de ativistas ambientais, além de maior transparência em assuntos relacionados à causa.


Também no primeiro semestre do ano, Amom Mandel deu início a apuração de denúncias sobre o tráfico de crianças e adolescentes indígenas na região amazônica. O parlamentar propôs uma Comissão Parlamentar de Inquérito para investigar o assunto e a atuação do Governo Federal no combate a esse tipo de crime.


Amom integra cinco importantes comissões da Casa Legislativa: de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável; de Relações Exteriores e Defesa Nacional; da Amazônia e Povos Originários e Tradicionais; de Minas e Energia; e de Obras Públicas Paralisadas e Inacabadas no País.


Déborah Arruda - Assessoria de Comunicação

Foto: Saulo Menão/Cidadania


bottom of page