Justiça atende ação de Amom e Guedes e suspende aumento de 83% do Cotão em Manaus

A juíza Etelvina Lobo Braga, da 3ª Vara da Fazenda Pública Municipal, aceitou os argumentos dos vereadores Amom Mandel (Cidadania) e Rodrigo Gudes (PSC) que pediram a suspensão da votação que aprovou reajuste de 83% da Cota para o Exercício da Atividade Parlamentar (CEAP). A magistrada entendeu que não haveria necessidade da votação ter ocorrido em regime de urgência, uma vez que o reajuste não era de interesse público.


“No que diz respeito ao segundo ponto, entendo que não existe nenhuma evidência do suposto interesse publico imediato, cujo retardamento implicasse em evidente prejuízo.”, disse a juíza em sua decisão.


O vereador Amom Mandel clássicos a decisão como sensata. “Ao que me parece a verdade começa a ser restabelecida. Estava claro que esse aumento não era necessário e foi aprovado em uma votação atropelada, cheia de erros e vícios, comprovados pela justiça. O povo venceu!”, comemorou Amom.


A ação foi movida por Amom Mandel e também foi assinada pelo vereador Rodrigo Guedes na última a terça-feira (25).


Foto: Robervaldo Rocha - CMM

Leia mais: Justiça suspende aumento de 83% no 'cotão' dos vereadores de Manaus (amazonasatual.com.br)

0 visualização